Artigos

Mudanças para o Boleto em 2017

Você sabia que em dezembro de 2017 todos os boletos no Brasil, deverão ser registrados e informados ao banco com todos os dados do pagador do mesmo?

Muitas pessoas ainda não sabem, mas desde 2015 a Febraban está implantando esse projeto.

A principal vantagem desse sistema é que quando o boleto vencer o pagador poderá pagar em qualquer banco.

As empresas que ainda não se prepararam tem pouco tempo para isso, conforme a tabela abaixo.

A partir de dezembro de 2017 todos os boletos no BRASIL deverão ser registrados.

Todos os boletos com valor:

Data de início de validação

Igual ou acima de R$ 50.000,00

10.07.2017

Igual ou acima de R$ 2.000,00

11.09.2017

Igual ou acima de R$ 500,00

09.10.2017

Igual ou acima de R$ 200,00

13.11.2017

Boletos de todos os valores

11.12.2017

Mas qual a diferença de um boleto registrado e outro sem registro?

Com o boleto registrado, enviamos ao banco antes do vencimento, todas as informações do pagador e com as novas regras a Receita ela terá posse dessas informações, pois a receita quer ter controle de quanto gastamos com compras em internet que geralmente gera boletos sem registros.

Nessa nova funcionalidade o sistema de cobrança da sua empresa deverá gerar um arquivo chamado REMESSA que irá enviar todos os boletos a serem cobrados por você a seus clientes.

Existem dois layouts para confecção desse arquivo remessa.

CNAB 240: Arquivo com até 240 posições por linha que informa os dados ao banco.

CNAB 400: Arquivo com 400 posições por linha de informações usadas ao banco.

Nós da Quick Payment, fabricamos remessas de CNAB 400, com 400 posições, por ele contar com mais caracteres e podermos enviar informações completas dos clientes, CPF, CNPJ e endereço.

Se sua empresa ainda não está pronta, consulte-nos, temos várias soluções que possam te atender e resolver esse problema que poderia ser uma dor de cabeça.

Autor(es): Daniela Pires (20/09/2017)
FaceBook Twitter
http://www.sltconsultoria.com.br